sexta-feira, 20 de maio de 2011

Colinenses no. 23 - Muros vs. pontes - crônica do Emb. Renato Prado Guimarães



Muros vs. pontes


                         Não é que, nem bem terminadas essas Colinenses  aí de cima, topo com razão mais poderosa para justificá-las? Onde? Nada menos do que naquele modesto mas muito útil  “Informativo” com os telefones de Colina e Jaborandi! 
                         Explico o inesperado: 
                         A Rosa Tychoniuk, que trabalha comigo, aflita de tanto ter de procurar número de telefone para mim, me recorda o óbvio: por que o Senhor não consegue aquela lista de telefones que “O Colinense” distribui todo ano? Fui à redação e lá me cederam, generosamente, exemplar de seu próprio uso. 
                        Folheio a preciosa publicação, saboreando a propaganda, procurando por nomes e sobrenomes conhecidos (só tem dois Prado, três Guimarães, um Guimares - e nenhum parente!). Mas foi ao final, só depois da letra Z, que encontrei esta frase perturbadora, em letras brancas sobre fundo negro:

                       “Se você se sente só, é porque construiu muros, em vez de pontes”.

                       Confiram, se quiserem, em seus “Informativos”. Lá ao pé da página do Z. De onde saiu isso? E por que o editor usar exatamente essa única e solitária frase no guia, que, além dela, só tem nomes, endereços, números e anúncios? Vejam e comprovem!
                      Muros em vez de pontes?
                      Não resolve o problema dos muros, mas ajuda a entendê-lo. Quanto a mim, continuo sem compreender, perplexo.
                      Minha mente também anda murada, e ... desapontada.
                      Muros e pontes...







SOBRE O AUTOR:

Renato Prado Guimarães nasceu em Colina, Estado de São Paulo.Começou a carreira profissional como jornalista, nas “Folhas” e no “O Estado de S. Paulo”; paralelamente, formou-se na Faculdade de Direito da USP, no Largo de São Francisco.Diplomata desde 1963, foi Secretário de Embaixada em Bruxelas e Bogotá, Chefe do Escritório Comercial do Brasil nos EUA, Cônsul Geral ad ínterim em Nova York, Ministro-Conselheiro na Embaixada em Washington e Encarregado de Negócios junto aos EUA, ad ínterim.Promovido a Embaixador em 1987, exerceu aquela função na Venezuela, no Uruguai e na Austrália (cumulativamente, também na Nova Zelândia e em Papua-Nova Guiné). Foi igualmente Cônsul-Geral do Brasil em Frankfurt, na Alemanha, e em Tóquio, no Japão.No Brasil, foi Chefe da Divisão de Programas de Promoção Comercial, porta-voz do Itamaraty na gestão Olavo Setúbal e Chefe do Gabinete do Ministro Abreu Sodré; fora de Brasília, foi Chefe do Escritório do Ministério das Relações Exteriores em São Paulo – ERESP, que instalou.Aposentou-se em abril de 2.008. Reside atualmente em Colina, sua terra natal, interior de São Paulo, Brasil.
É o autor de “Crônicas do Inesperado”, lançado em outubro de 2.009.
Para contatos, usar o endereço de e-mail rpguimar@gmail.com
Aberto às suas opiniões, sugestões, etc...

para saber mais sobre o autor, por favor, acesse os links:
http://colinaspaulo.blogspot.com.br/2012/04/renato-prato-guimaraes-autor-colinense.html

ou seu blog: