sexta-feira, 20 de maio de 2011

Colinenses no. 62 - Colina na Mogiana? Pô! - crônica do Emb Renato Prado Guimarães


                  Trilhos da Paulista, disse aí em cima, e aqui repito e insisto - nossos trilhos da Paulista remanescentes e totêmicos. Eu estou seguro de que, muito antes de percorrer aqueles terminais, fatídicos e gloriosos 800 metros medidos aí em cima, ainda vou ver o trem ausente (mas eterno!) passar por sob nossa ponte icônica, comigo em cima dela, tomando uma cerveja do Julio (de Agudos!), pra comemorar. 

                 Aí não vai importar que nome tenha a linha (embora, convenhamos, ALL, soma oportunista de insignificâncias alfabéticas, seja meio difícil de engolir).

                 Por sinal, quem é que pode me esclarecer um ponto intrigante e certamente molesto para todos os colinenses de minha geração, e outras, adjacentes, para trás ou para a frente: por que a Fazenda do Estado, que eu conheci como Coudelaria Paulista, tem na entrada essa placa esdrúxula de “Polo Regional ... da Alta Mogiana”? Ainda bem que mal se lê a placa. Está apagada, o que me poupa a tentação de ir lá e borrar tudo. Isto aqui é Alta Paulista!

              Colina na Mogiana? Pô...! ()

              Isso é pra quem fazia baldeação em Barrinha, pondo Ribeirão na Paulista...


SOBRE O AUTOR:


Renato Prado Guimarães nasceu em Colina, Estado de São Paulo.
Começou a carreira profissional como jornalista, nas “Folhas” e no “O Estado de S. Paulo”; paralelamente, formou-se na Faculdade de Direito da USP, no Largo de São Francisco.Diplomata desde 1963, foi Secretário de Embaixada em Bruxelas e Bogotá, Chefe do Escritório Comercial do Brasil nos EUA, Cônsul Geral ad interim em Nova York, Ministro-Conselheiro na Embaixada em Washington e Encarregado de Negócios junto aos EUA, ad ínterim.Promovido a
Embaixador em 1987, exerceu aquela função na Venezuela, no Uruguai e na Austrália (cumulativamente, também na Nova Zelândia e em Papua-Nova Guiné). Foi igualmente Cônsul-Geral do Brasil em Frankfurt, na Alemanha, e em Tóquio, no Japão.
No Brasil, foi Chefe da Divisão de Programas de Promoção Comercial, porta-voz do Itamaraty na gestão Olavo Setúbal e Chefe do Gabinete do Ministro Abreu Sodré; fora de Brasília, foi Chefe do Escritório do Ministério das Relações Exteriores em São Paulo – ERESP, que instalou.Aposentou-se em abril de 2.008. Reside atualmente em Colina, sua terra natal, interior de São Paulo, Brasil.

É o autor de “Crônicas do Inesperado”, lançado em outubro de 2.009

Para contatos, usar o endereço de e-mail rpguimar@gmail.com
Aberto às suas opiniões, sugestões, etc...

para saber mais sobre o autor, por favor, acesse o link:
http://colinaspaulo.blogspot.com.br/2012/04/renato-prato-guimaraes-autor-colinense.html