quarta-feira, 28 de março de 2012

Aves fotografadas em Colina SP


 Mimus saturninus - Tejo

 Vanellus chilensis - quero-queros
 Furnarius rufus - joão-de-barro

Ramphocelus bresilius - Sangue-de-boi
Fotos de Fabrício Ivanoff
segundo o Alexandre Gabriel Franchin: Pyrocephalus rubinus
Olha quem apareceu pra me visitar..........LINDO!!!!!!
(Carmem Paro Leão)
pica-pau-verde (Colaptes melanochlorus) - 
identificação do Alexandre Gabriel Franchin

Renata Paro




no Parque Débora Paro:
Maristela Ikuma

Alexandre Gabriel Franchin: conhecido como Curicaca-preta ou corócoró (Mesembrinibis cayenensis), esse ultimo nome devido ao som que faz, é uma ave característica de áreas alagadas, como brejos, beira de rios e lagos. Ao lado dele tem uma outra ave que provavelmente é um bem-te-vi, mas o angulo da imagem não ajuda. Bela foto!


Foto: Luiz Eduardo Faccini
Alexandre Gabriel Franchin: Biguá ou mergulhão (Phalacrocorax brasilianus) é muito comum ser avistado dentro da água expondo apenas a cabeça e parte do pescoço. Também pode ser visto pousado em pedras ou, como na foto, sobre a água para secar as asas. Normalmente é encontrado em bandos.

                                     Foto: Luiz Eduardo Faccini
Alexandre Gabriel Franchin: Quero-quero (Vanellus chilensis) é uma ave muito comum em áreas abertas, especialmente campestres e próximas a água (áreas alagadas). Comum ser visto "na marcação dos laterais em campos de futebol". Possui o olho vermelho (iris), um penacho na nuca e um um esporão (semelhante a uma garra) no encontro da asa (região que pode ser considerada como se fosse o "ombro" da asa)...

Rosane Paro Webber Cauduro:
em Colina SP, antena da casa dos meus pais...



 
 




 
 
 
 
 09/06/2012 às 10 hrs .... estava um friozinhooo...
as pombas foram fotografadas pela Rosane Paro Weber Cauduro no muro da casa dos pais dela, Vavá/Olímpia,
em Colina SP

Antonio Sérgio Torquato:

anú preto - na Gurita...

 novissima casa do João de Barro na passagem do mata burro de Monte Belo, quase em frente à Igreja de N. S. Aparecida

 Fui tirar uma foto desta casa onde antigamente moravam meus Tios Paulinho e Nadime Camolese (já falecidos). Fui surpreendido pela pombinha margosa no vaso com poucas samambaias. Não cheguei perto porque a pomba tratava de seus filhotes e não queria espantá-la. As margosas pouco maiores que as juritis eram caçadas e a gente ficava escondido numa chóça de capim, esperando o pouso para o tiro por isso eram muito ariscas. Agora são amigas porque não tem mais caçadas e fico feliz com isso.

 Um Quero Quero muito arisco
no Campo de Polo da Fazenda da Onça
 Na Fazenda da Onça tem um Campo de Polo para treinamento, muito lindo, à noite mais lindo ainda pois o luar e as estrelas são as mais admiráveis de Colina, desde meus tempos de menino quando retornava à noite das caçadas, caminhando pela invernada eu já admirava e pensava: por que aqui o Céu é mais bonito? Qualquer dia ainda vou namorar minha esposa aí neste campo de polo no meio do canavial.

 Gaviões Carcará na Fazenda da Onça
Linda Seriema em Monte Belo. Deve ser uma Seriema Paro... Raridade!!! (Seriema, sariema ou siriema é o nome vulgar desta ave)

 voo do gavião pombo...

 rolinhas...

 andorinhas...

gavião na estrada do Monte Belo...

Néia Pereira:

os filhotes da corruíra que nasceram aqui já estão rodeando a casinha. Logo vão fazer seu ninho 

Essa foi esperta!!! Casa numerada e tudo mais!
Não tenho coragem de espantar ela daí... tá começando fazer o ninho - de manhã ela toma sol no telhado!
O nome dela é Maria Vanúbia (Salve Jorge)



Amor a três. — em frente à minha casa (Neia Pereira),
 no fio de alta tensão...
Isso não vai prestar...
Não falei?
Xiiiiiiiiiii....
Tudo certo!
É a lei do mais forte né?
Felizes para sempre
Status: solteiro...
Fonte: blog do Nestor de Oliveira F°:
http://blognestorof-colinasp.blogspot.com.br/

 Sabiá no pomar em Monte Belo

 Sabiá-laranjeira - Monte Belo

 Papagaio em Monte Belo

Monte Belo

 Pardal das cidades (Monte Belo)


tico-tico do campo e cafezais - Monte Belo

Galo no terreiro em Monte Belo


Renata Paro:


 Renata Paro - Patos biguá voando em formação

pato biguá sobrevoando o lago, por Renata Paro

Marrecos paturi-irerê no Lago de Colina, por Renata Paro


em frente à sua casa em Colina


 bem-te-vi - por Renata Paro














Renta Paro



quero-quero (Vanellus chilensis)


Parque Débora Paro 




Caroline Sabino - Parque Débora Paro 





Silvia Regina Cavalini Palmieri Elliot - no Campo de Polo


foto de Brook's Borges
bem-te-vi dos grandes, existe uma espécie menor 


 bem-te-vi

anu branco 

Marreco - PATURI-IRERÊ - marrequinhos migratórios que a gente escuta até a noite -IRERÊ! IRERÊ! IRERÊ! Também estão na época do acasalamento e, se não forem incomodados, vão chocar os ovos na margem do lago, bem escondidos no capinzal. Parecem bobinhos mas são super rápidos e espertos: a qualquer barulho mergulham e vão sair da água em uma outra direção. Assim fogem também dos tiros de caçadores



Segundo Alexandre Gabriel Franchin: 
"papa-mosca" (Tyrannus savana)

bem-te-vi

João de Barro - por Marcelo de Sá


corujas, por Marcelo de Sá



Agradecimentos ao Antonio Sérgio Torquato e Alexandre Gabriel Franchin que ajudaram na identificação da maioria das espécies fotografadas...