segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Militares, tempos de revolução e de guerra

 Primeiro Tiro de Guerra 1940
Primeiro tiro de guerra da cidade de Colina fazendo evoluções na rua 7 de setembro, esquina com a Rua Siqueira Campos (Hoje Rua Alfredo Simões de Campos Filho), tendo como instrutor o Sr. Orostato
(foto: Acervo Museu Municipal de Colina)

 Tiro de Guerra 212 - 1949

 Tiro de Guerra 512 -1951
Sentados: Oscar de Ávila (Fazendeiro), Elias Gabriel(Comerciante) e Luiz Lemos de Toledo (Nenê Junqueira)
 Roberto Marcondes, ex-combatente da Segunda Guerra Mundial
Roberto Marcondes, nasceu em Pindamonhangaba, no ano de 1.927. Residia na Coudelaria Paulista, em Colina. Filho de Firmino Marcondes e Francisca dos Santos. Faleceu em ação no dia 21 de Abril de 1945, em Montese, na Itália. Seu corpo foi sepultado no Cemitério Militar Brasileiro de Pistóia (Itália), na Quadra C, Fileira 3, Sepultura 25, e posteriormente trasladado para o Cemitério de Colina, Quadra 1, placa de nº1992.
Por atos de bravura, na tomada de Montese, Roberto Marcondes, foi agraciado com a medalha de campanha "Sangue do Brasil" e "Cruz de Combate de Segunda Classe". No decreto que lhe concedeu esta ultima condecoração lê-se: " Por uma ação de feito excepcional na Campanha da Itália". Roberto Marcondes foi um dos 467 brasileiros que tombaram, heróicamente em solo italiano durante a Segunda Grande Guerra.
(Pintura - Acervo Museu Municipal de Colina)


 Cemitério Militar Brasileiro - Roberto Marcondes Missa Campal celebrada pelo Capelão do Pelotão de Sepultamento, como homenagem de despedida da F.E.B. com os dizeres: "Dedicar-me inteiramente ao serviço da pátria cuja honra, integridade e instituições com sacrifício da própria vida"
(Acervo Museu Municipal de Colina)

Certidão de Quitação (dispensa) do serviço militar de Firmino Marcondes (Pai de Roberto Marcondes). Motivo: ter mais de 45 anos (Acervo Museu Municipal de Colina)

 Ângelo Zardine, ex-combatente da Segunda Guerra
Ângelo Zardine (à esquerda), nasceu em 05 de Dezembro de 1917, na Fazenda Uriage, em Colina, sendo seu pai Artur Zardine e seus filhos: Vera Lucia, Carmem Lucia e Rosangela.
Foi convocado no dia 02 de junho de 1942 e desembarcou em Nápolis, na Itália, no dia 06 de junho de 1944. Tomou parte nas batalhas Sobreassasso, Monte Casino, Torino Fornese, Montese e Monte Castelo. Na batalha de Fornese, participou da operação que aprisionou 17 mil alemães, ficando 96 horas sem dormir, fazendo a escolta dos prisioneiros.
Por atos de bravura em combate, foi promovido a Cabo e a Terceiro Sargento. Seus comandantes foram o Primeiro Tenente Ari Migueis e o Primeiro Tenente Wilson Almeida Fontes .
Doação: Ângelo Zardine
(Acervo Museu Municipal de Colina)

 Holerite Ângelo Zardini
Doação: Ângelo Zardini (Acervo Museu Municipal de Colina)


 Orlando Fachine Filho de Cândido Fachine e Adélia Bassane, nasceu em Colina no dia 24 de Dezembro de 1914. Cursou apenas o primário, era sapateiro e sua esposa era do lar. Orlando participou da Revolução Constitucionalista de 1932, como membro da Cavalaria e serviu no 4º Regimento de Infantaria, permanecendo em combate até o fim da Revolução.

Movimento Constitucionalista de 1932, na foto: Antonio Lopes, Joaquim Marini, Bernardino Pereira, João Pé de Pato, João Sampaio, Oscar B da Silva, Olimpio Aleixo,Quidinho, Amadeu Nascimento e Jurandir Oliveira

 Salvo Conduto de Joaquim Rocini utilizado para viagens em tempos de guerra (Acervo Museu Municipal de Colina)

 Salvo Conduto de Rosa Polizelli Rocini utilizado para viagens em tempos de guerra (Acervo Museu Municipal de Colina)

 Salvo Conduto de Aristeu dos Santos - 1943 - para viagens em tempos de guerra (Acervo Museu Municipal de Colina)

 Obelisco de autoria do artista plástico Agnaldo Ferreira
em homenagem aos ex-combatentes colinenses


 Angelo Zardini, Felipe Sanches,
Jairo Junqueira Franco e Roberto Marcondes