domingo, 11 de março de 2012

Opinião do Leandro Rosa sobre as intimações recebidas pela Samira Zanolla Zeitum

A propósito das intimações que a Samira Zanolla Zeitum recebeu de cinco secretários municipais da Prefeitura de Colina e um responsável pelo Depto de Contabilidade e Orçamento (6 intimações no total, por enquanto), o Leandro Rosa escreveu no Mural da Samira no Facebook (11/março/2012)...

Obs: publicamos aqui a opinião do Leandro Rosa, a qual endossamos. Ele conseguiu sumarizar e expor a indignação dos colinenses...

Leandro Rosa no Mural da Samira Zanolla Zeitum no Facebook:
Interessante observar que, na pequena Colina, os cidadãos vivem em uma forma isolada de democracia. A voz do povo é abafada, censurada, marginalizada. É uma antítese: vivemos em um país democrático já há 27 anos, e Colina ainda vive nos tempos dos coronéis militares. O amadorismo político é tanto, que até cega e causa certa amnésia. Esquecem o princípio básico da democracia: ouvir o povo. É pra isso que são pagos com dinheiro publico: para ouvirem o povo e serem os mediadores entre o Estado e seus cidadãos. É pra administrar politicamente os interesses coletivos, e não de uma minoria. Um mediador precisa ter jogo de cintura, saber receber críticas, saber lidar com o outro tipo de cidadão que não diz “amém” para tudo. O dia que entenderam que este tipo de cidadão é tão importante quanto (ou talvez mais) aquele que abaixa a cabeça, tornar-se-ão verdadeiros políticos.

As eleições estão chegando. Do medo da rotatividade do poder, surge a política do “pão e circo”. Nas últimas semanas antes do povo depositar seu voto, ela atinge seu ápice (neste caso adaptada para churrasco e festa), resultando em um modelo digno de ser acompanhado por grupos de estudiosos. É um prato cheio para acadêmicos políticos, antropólogos, sociólogos, caso queiram estudar o exemplo de uma forma primitiva de sociedade. É a maior concentração de cestas básicas por metro quadrado, “R$80tinha” agora e mais R$50 se eu for eleito. E pior: todos sabem, todos vêem, mas o conformismo já se instalou: “Ah, é assim mesmo. Todo mundo faz”.

Caros amigos políticos, vocês não estão sentados em suas cadeiras para declarar Guerra contra o povo. Vocês estão aí para SERVIR o povo. Mas cuidado! Historicamente, o povo descontente sempre fez valer seus desejos. É do povo que surgiram as Instituições, o processo político, a política em si, o seu cargo e seu mandato. E é dele que virá a mudança quando achar necessário.

Colina é pequena. Todos se conhecem, e independente de visões ou ideologias políticas, deviam todos buscar o melhor pra cidade. Optar por uma democracia saudável é optar pelo bem-estar de todos. E vale lembrar: Democracia vem do grego "demo+kratos" = Governo do Povo. E eu adiciono: do povo, pelo povo, para o povo.