segunda-feira, 16 de abril de 2012

Augusto Jorge Cury - entrevista a O Colinense

 O escritor, best seller mundial, em uma das entrevistas concedidas a ‘O COLINENSE’.

 Qualquer pessoa pode e deve desenvolver uma mente brilhante e saudável.
O livro “Pais brilhantes, Professores fascinantes” figura entre os mais vendidos do escritor colinense.

 

 

 

Assediado pela imprensa e com a agenda lotada de viagens

Cursos de Cury ensinam pessoas, de 7 a 70 anos, a desenvolverem a inteligência e vencer as barreiras da emoção
Assediado pela imprensa e com a agenda lotada de viagens e palestras, o escritor Augusto Cury deu início a um novo projeto, idealizado mais de vinte anos e que ganhou projeção com a inauguração do escritório da Academia de Inteligência, em Ribeirão Preto, no início de março.
O projeto faz parte da grade curricular de várias escolas espalhadas pelo país, beneficiando mais de 30 mil alunos. A meta é expandi-lo para mais de 20 países.
Os cursos, baseados na Teoria da Inteligência Multifocal, desenvolvida por Cury, possuem temas variados e, como ele mesmo costuma dizer, “são para pessoas de 7 a 70 anos”.
Em entrevista exclusiva à reportagem, o fenômeno editorial, que vendeu 16 milhões de livros no Brasil, conta mais sobre o sonho de criar a Escola de Inteligência, que ensina não a pensar antes de agir, como também a trabalhar as barreiras da mente e da emoção. No dia 26 deste mês, o psiquiatra ministra palestra na sede de campo do Grêmio, em prol da Comunidade Terapêutica Terra Santa. Confira os principais trechos da entrevista
OC: Por que o Sr. escolheu Ribeirão Preto para sediar a Academia de Inteligência? Onde fica?
Augusto: Por ser uma cidade progressista, bela, estratégica (aeroporto, universidades), generosa, acolhedora, local onde estudei e tenho muitos amigos e que recebi o título de cidadão ribeirãopretense. Além disso, Ribeirão Preto tem o privilégio de ser próxima da fascinante cidade de Colina. Se o projeto der certo, Ribeirão Preto poderá ser o escritório mundial. O escritório fica na Av. Independência, fone (16) 3602-9430.
OC: A Academia de Inteligência funcionava em Colina antes da transferência?
Augusto: Nos moldes como está estruturada não. Ela está hoje organizada como curso de desenvolvimento das funções mais complexas da inteligência. Em Colina funcionou a Editora Academia de Inteligência, que hoje pertence ao grupo Multinacional Planeta.
OC: O que vai acontecer com o escritório de Colina?
Augusto: Meu escritório enquanto escritor continuará aqui. Tenho aqui minha irmã, Jamile, que é meu anjo da guarda e que gerencia meus contatos nacionais e internacionais. Sem falar do Ivã, meu dileto assessor.
OC: A ideia da Academia é dar cursos para quem?
Augusto: Para pessoas de sete a “setenta anos”. Cursos para gerenciar o estresse e a ansiedade, proteger a emoção para prevenir transtornos psíquicos, desenvolver as habilidades interpessoais, sociais e profissionais como pensar antes de reagir, expor e não impor as ideias, administrar os pensamentos, raciocínio complexo, resiliência, capacidade de trabalhar perdas e frustrações.
OC: Esses cursos são baseados em alguma teoria de Cury? Qual?
Augusto: São fundamentados na Teoria da Inteligência Multifocal, teoria que desenvolvi e que hoje é usada em diversas faculdades, inclusive em teses de Mestrado e Doutorado. Essa teoria é objeto de máster internacional na Espanha e EUA.
OC: Os cursos começaram a ser aplicados? Para quantas pessoas? De quais lugares?
Augusto: são aplicados pela Escola da Inteligência, que é uma empresa irmã da Academia de Inteligência. Mais de trinta mil alunos tem vivenciado esses cursos dentro da grade curricular.
OC: Qualquer pessoa pode participar?
Augusto: Sim qualquer pessoa pode e deve desenvolver uma mente brilhante e saudável.
OC: Qual o preço do curso?
Augusto: Para os que frequentam a Academia é semelhante ao valor de um curso de línguas.
OC: Quem ministra o curso?
Augusto: Uma equipe de profissionais, como pedagogos e psicólogos.
OC: A Academia possui um local apropriado ou as aulas são realizadas nas escolas?
Augusto: Na Academia, os cursos são ministrados em suas dependências, mas na Escola de Inteligência, as aulas são realizadas dentro da grade curricular da própria escola que o adota.
OC: Quando e como surgiu esse projeto?
Augusto: mais de vinte anos foi pensado, mais de dez anos desenvolvido e nos últimos anos lapidado e agora aplicado.
OC: Como o projeto funciona?
Augusto: Na Academia de Inteligência os alunos formam grupo (quinze) e tem acesso a um material ricamente ilustrado, com áudio e vídeos. As crianças de sete a onze anos tem acesso a apostilas com material riquíssimo e com ilustrações notáveis. Elas são estimuladas a trabalhar as funções nobres da inteligência como, por exemplo, pensar antes de reagir e se colocar no lugar dos outros, através dos animais da Floresta Viva. Para se ter uma ideia, nessa floresta muitos animais interessantes e que vivem tramas deliciosas. Entre esses animais uma onça que não pode ser contrariada, que quer tudo na hora, não sabe ouvir “não”, mas ao mesmo tempo tem características saudáveis: é observadora, determinada, sabe o que quer. Suas características de personalidade doentias são trabalhadas e recicladas nesse projeto educacional e as saudáveis são expandidas. Os adolescentes e adultos têm material próprio, todos com conteúdo inteligente, instigante e que expande o raciocínio complexo. Eles aprendem a desenvolver sua inteligência através de debates e dinâmicas. As aulas são superatraentes. Alguns alunos não querem nem ir para suas casas.
OC: Existe planos de expansão?
Augusto: Sim. mais de vinte países interessados em aplicá-lo. Temos o sonho de abrir escolas franqueadas em todo o Brasil.
OC: Existe apenas um modelo padrão ou são diversas apostilas com temas variados? Qual o público alvo do projeto?
Augusto: Pessoas de todas as classes e idades. estamos disponibilizando gratuitamente o material para orfanatos do Brasil. Temos o sonho de ajudar a todos eles. As crianças que não tiveram a proteção dos seus pais têm o direito de ter acesso a melhor educação. Vamos disponibilizar também o material para todas as casas de recuperação de dependentes de drogas, presídios, menores infratores, moradores de rua. É um grande sonho e que vai demandar muito dinheiro. Portanto, não somos apenas uma instituição particular, temos paixão pela humanidade e cremos que investir na felicidade dos outros é a melhor maneira de investir em nosso prazer de viver e saúde psíquica.
OC: Quantos livros o escritor Augusto Cury vendeu no Brasil e no mundo?
Augusto: Muitos milhões. No Brasil mais de 16 milhões.
OC: Para quantos idiomas foram traduzidos?
Augusto: Publicado em mais de sessenta países. Na China recebi o 21º prêmio de literatura internacional.
OC: Quantos livros publicou?
Augusto: Trinta livros. O próximo livro será um romance psiquiátrico-histórico chamado de O COLECIONADOR DE LÁGRIMAS: HOLOCAUSTO NUNCA MAIS!
OC: Qual o mais vendido?
Augusto: Vários: Pais Brilhantes, Professores Fascinantes, Nunca Desista dos Seus Sonhos, O Código da Inteligência e O Vendedor de Sonhos.
OC: Se considera um fenômeno editorial?
Augusto: Não. Apesar de ter sido considerado o autor mais lido da década passada pela Folha de São Paulo, revista Isto é e Veja, sinto que sou um pequeno semeador de ideias, um servo social.
OC: Esperava ser um sucesso?
Augusto: Esperava contribuir com a sociedade. Quem vive em função do sucesso não é digno dele.
OC: Para quantos países viajou para divulgar seus livros?
Augusto: Perdi a conta. Mas a mais importante viagem que fiz ou tenho feito não é para países e continentes, mas para dentro de mim mesmo, para percorrer as entranhas da minha mente, perceber minha pequenez, enxergar minhas limitações e refinar meu olhar para ver a vida como espetáculo único e imperdível, obra prima do Artesão da Existência.
Postado em 14/04/2012
Por: A Redação de O Colinense

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário